(21) 3079-3997   (21) 96711-4331

A relação estreita entre tabagismo e câncer de pulmão

Não é novidade que os fumantes estão pelo menos 20 vezes mais suscetíveis a desenvolver um câncer de pulmão. Mas não deixa de ser alarmante que, segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o Brasil já soma mais de 28 mil casos de tumores pulmonares por ano.

O câncer de pulmão

Entre os principais sintomas estão a tosse, a falta de ar e dor no peito. Mas outros indícios mais específicos também podem ser notados, como perda de peso e fraqueza. Alguns casos são descobertos por acidente, mas quanto antes diagnosticar o tumor, maiores são as chances de cura. Para isso, devemos ficar sempre atentos aos sinais do corpo.

Existem dois tipos principais de câncer de pulmão:

– carcinoma de pequenas células – 85% dos casos
– carcinoma de não-pequenas células

O tratamento contra pode ser resumido em três métodos: cirurgia, tratamento sistêmico (quimioterapia, terapia-alvo e imunoterapia) e radioterapia. A indicação cirúrgica depende basicamente do tipo, tamanho e localização do tumor, além do estado geral do paciente.

Tabagismo

O tabagismo é conhecido como a causa mais potente do câncer de pulmão. Pode acontecer de alguns fumantes fatalmente desenvolverem a doença, como se fosse um jogo de cartas marcadas, enquanto outros conseguem escapar.

Entre algumas teorias, a ciência culpa a genética. Informações e variações dos genes revelariam quem tem maior chance de desenvolver um tumor deste tipo. A predisposição genética levaria uma pessoa a fumar cada vez mais, até se tornar dependente a ponto de adquirir a doença.

Parando de fumar

Mas nem tudo está perdido. Mesmo após anos de tabagismo, 20 minutos sem fumar já é o suficiente para a pressão arterial normalizar. Em oito horas, os níveis de monoxo de carbono no sangue ficam estabilizados e o oxigênio aumenta. Imagine que 24 horas depois, o risco de ataque cardíaco também diminui e em 48 horas os sentidos revigoram de novo, como o olfato e o paladar. Em até três semanas o fluxo sanguíneo e a função pulmonar melhoram consideravelmente, de modo que uma simples caminhada torna-se fácil.

Em nove meses, os sintomas típicos de fumantes como tosse, rouquidão e falta de ar são atenuados e a pessoa se sente mais disposta para atividades físicas. Em cinco anos, os riscos para quem já fumou até um maço de cigarro por dia diminuem em 50%. Assim, 15 anos depois de interromper o tabagismo, especialistas afirmam que as chances do ex-fumante desenvolver câncer de pulmão são as mesmas de quem nunca fumou na vida.

Fonte: Medical Site

QUEM SOMOS

Medical Site é uma empresa criada com o objetivo de cuidar da imagem de profissionais de saúde e estabelecimentos médicos de todos os portes na web. São profissionais experientes, com mais de 10 anos de contato com a área médico, que pensam e produzem as ferramentas e o conteúdo gerado pela empresa para seus clientes.

0
Conectando
Um momento...
Enviar mensagem

Desculpe, não estamos online no momento. Por favor, deixe sua mensagem.

* Nome
* Email
Telefone
Assunto
* Como podemos ajudar?
Entrar no chat

Temos um especialista online! Envie sua pergunta.

* Nome
* Email
Telefone
* Como podemos ajudar?
Estamos online!
Feedback

Ajude-nos a melhorar! Deixe seu feedback.

Como foi nosso atendimento?