(21) 3079-3997   (21) 96711-4331

Sou médico, como deve ser a minha postura na web?

A revolução tecnológica da internet trouxe a possibilidade do médico ter um canal direto com o seu paciente. Não aproveitar essa oportunidade é um verdadeiro desperdício. Mas, claro, é preciso aproveitar as mídias digitais com ética e responsabilidade, ou em vez de colher os frutos você pode ter sérios problemas.

Então, quando o assunto é marketing médico, surge uma das principais dúvidas dos nossos clientes: como deve ser a minha postura nas redes sociais?

Fique atento a algumas dicas:

Redes sociais: perfil privado e/ou página profissional?

Separe vida profissional e pessoal. Na página da sua clínica, disponibilize informações sobre atendimento como endereço, telefone e horário de funcionamento. Procure produzir conteúdo útil para o paciente que acompanha suas publicações e forneça informações claras para os que estão procurando referências sobre você. Reserve o seu perfil pessoal para interação com seus amigos e família, dessa forma, você pode proteger a sua privacidade e evitar situações de desconforto.

Posso postar fotos com meu paciente?

O Conselho Federal de Medicina (CFM) proíbe a exposição de pacientes nas redes sociais. Por isso, não poste fotos de procedimentos, atendimento e procure evitar até mesmo a famosa selfie. Essas regras são muito importantes para preservar a privacidade do paciente e a imagem do médico.

Discussões e polêmicas

Cuidado com o que você posta, curte, comenta ou compartilha. Atente-se para o fato de que pessoas são diferentes e podem ter interpretações distintas também. Evite o envolvimento com conteúdo impróprio e que não respeite a diversidade, por exemplo. Tente não abordar assuntos políticos na sua página profissional. E lembre-se: se o post polemizou, evite discutir. Não torne suas redes sociais um espaço de confronto!

Atendimento online é proibido!

A realização de consultas, o diagnóstico e prescrição pelas redes sociais (e por qualquer meio de comunicação em massa) são proibidos pelo CFM. Nas redes sociais, a relação entre médico e paciente deve ser responsável e respeitosa, restringindo-se a orientações simples e esclarecimentos.

Se você tem dúvidas sobre marketing médico, envie para a gente. Será um prazer esclarecê-las!

Por Rosalia Santos

Marketing médico: um guia para iniciantes

Estamos 24 horas por dia conectados. Você não pode mais negar que, para ser encontrado pelo seu paciente, é preciso estar na rede. Site, Facebook, Instagram… são tantas mídias. Você deve se perguntar: como devo começar o meu marketing médico?

Vamos listar algumas dicas e ferramentas importantes para que você possa iniciar um trabalho de marketing eficiente.

Tenha seu site!

94% da população utiliza a internet para buscar informações médicas. Por isso, é muito importante ter o seu próprio espaço. Ter um site com as suas informações básicas, como currículo, locais de atendimento e tratamentos oferecidos é essencial.

Como grande parte das pessoas utiliza a internet pelo celular, é importante que o seu site seja responsivo, ou seja, que seja exibido com a mesma desenvoltura em smartphones e tablets.

Crie sua Fanpage no Facebook

Se você é usuário do facebook, já deve ter percebido que a rede social permite que seus usuários criem dois tipos de conta: o perfil e a Fanpage. A principal diferença é que a Fanpage deve ser utilizada para fins comerciais, já o perfil, para uso pessoal. Mas, por que eu devo ter uma Fanpage?

Simples. Além de não restringir o número de curtidas (seguidores), a Fanpage permite a publicidade (impulsionamento), além de traçar informações estatísticas sobre o seu público. Por meio da sua Fanpage você pode fornecer informações a seus pacientes, como os serviços disponíveis, endereço e telefone para contato. Além disso, pode proporcionar conteúdo interessante para a sua área de atuação.

O Instagram também é importante!

Criar uma conta no Instagram também é necessário. É preciso ter em mente que o Instagram é uma rede social de fotos e que o uso de links nas postagens não é eficiente. Então, seus posts devem ter um texto claro, direto e uma imagem de qualidade. Fazer o uso correto das famosas hashtags pode aumentar significativamente o alcance das suas publicações.

Entregue conteúdo de qualidade

Por fim, produza conteúdo de qualidade. De que adianta um site, uma Fanpage e uma conta no Instagram entregue às moscas? É preciso oferecer conteúdo ético (de acordo com as regras do CFM) e útil para o seu paciente ou futuro paciente.

Um site atualizado é um site melhor posicionado no ranking de pesquisas do Google, já que esta é uma das características que o buscador utiliza para posicionar as pesquisas. O mesmo vale para as redes sociais. Contas ativas estão sempre no feed dos seus seguidores e, consequentemente, na memória deles.

Se você está pensando em investir em marketing para o seu consultório, busque uma agência experiente e que possa oferecer um trabalho ético e de qualidade.

Por Rosalia Santos

Não dá mais pra fugir: você deve investir em publicidade no Facebook

Algumas pessoas sentem certa desconfiança e ainda se questionam: Por que devo investir em publicidade no facebook?

Com o passar dos anos o número de pessoas em rede é cada vez maior e o número de usuários do Facebook também é crescente. São mais perfis pessoais e mais chances de atingir diferentes públicos, mas a concorrência entre as empresas e profissionais também é maior. Todos querem ser notados.

Para você entender melhor a forma que o Facebook trabalha, é importante saber que existe uma certa “regrinha de prioridade” para aquilo que aparece em seu feed de notícias. Em primeiro, estão as postagens feitas pelos seus amigos, especificamente as pessoas com as quais você mais interage no facebook. Em segundo lugar, estão as postagens feitas pelas páginas que investem em propaganda e, em terceiro, as postagens das páginas que não investem em propaganda.

Deu para perceber que a concorrência é grande, não é? Para você ter uma ideia, o alcance de uma publicação orgânica (não-paga) é de cerca de 1%, um número muito baixo e muito distante do potencial de alcance dessa rede social. Ou seja, no facebook, quem não investe não aparece.

Então, basta investir, não preciso me preocupar com imagem e conteúdo de qualidade?

Errado! O alcance da sua publicação não está relacionado apenas ao quanto você investe, mas também ao que você está publicando, ou seja, à relevância do seu conteúdo. Mas, como o Facebook mede essa relevância? Muito simples. Ele analisa a sua publicação. Fotos e vídeos são mais relevantes que textos e links, por exemplo. Imagens também não são tão simples… ele analisa sua qualidade e até mesmo a quantidade de texto presente no seu anúncio pode fazer toda a diferença em relação ao alcance.

Então, é simples, se o seu desejo é usar o Facebook para alavancar o seu negócio ou o serviço que você oferece, existe uma equação de sucesso: conteúdo de qualidade + investimento em propaganda.

Ah! Vale lembrar, a palavra investimento e publicidade podem assustar… “meu deus, vou ter que gastar muito dinheiro e não tenho condições no momento”. Nada disso, com apenas 10 reais de investimento você já pode alcançar resultados no facebook.

Contrate uma empresa com experiência no seu ramo de trabalho e que entenda as engrenagens por trás do Facebook. Nós podemos te ajudar, entre em contato conosco!

Por Rosalia Santos

Saiba a medida certa de cada cliente

Um excelente professor de administração que tive num dos cursos que fiz me disse uma frase simples, mas de um enorme significado:

 “Qualidade é adequação ao uso.”

 

Simples, desse jeito. Quanto mais adequado um produto ou serviço for ao fim a que se propõe, mais qualidade ele tem. Para mim, adequação tem a ver com uma outra palavra que eu também julgo muito importante: Medida.

Para seu serviço ou produto ser bom, ele precisa ter o tamanho certo. Essa “medição”, como um número de sapato que depende do pé de quem vai comprá-lo, precisa observar para quem (ou para o que) se destina.

O fato é que eu levo isso para o atendimento e para a forma como desempenho minhas atividades. Administrar redes sociais, produzir posts em blogs, escrever matérias em revistas, anúncios, conteúdos específicos, enfim, para todas essas atividades, procuro sempre me perguntar antes: “Para quem estou fazendo isso?”.

Indo além, para que essa intenção se concretize no mundo real, é preciso sair da “zona de conforto” que é olhar os projetos sempre sob a perspectiva das etapas que são destinadas ao seu conhecimento profissional. É preciso entender o projeto como um todo: saber os gargalos, os pontos que devem ser enfatizados, o tempo médio de cada tarefa…Precisamos ter a noção do problema real, não apenas da parte do problema que ficou para você resolver.

É necessário compreender o que motivou o cliente a procurar a empresa, identificar a estratégia que ele tem em mente (se é que tem) para, enfim, ADEQUAR esse pensamento ao resultado que ele deseja obter – e muito mais!

Em outras palavras, é pensar que tipo de problema o seu cliente tem, como ele acha que conseguirá a solução e se o serviço que você presta ou o produto que você faz são adequados para atender essa necessidade. A partir daí, você saberá que produtos vender, que serviços vai prestar, que palavras vai usar, que conversas vai ter, de que formas vai se comunicar com o seu cliente.

O que estou dizendo aqui pode parecer apenas uma reinvenção da roda, mas é comum as empresas perderem muito tempo e dinheiro porque focam totalmente naquilo que se faz e não sobra nada para o “para quem se está fazendo”.

Daí a importância (essa, sim, tão velha quanto a roda) do trabalho em equipe. Pessoas que trabalham juntas aprendem que construir relacionamentos profissionais melhora muito a eficiência. Equipes verdadeiras se falam no olhar.

Penso que esse seja o ponto de partida para construir relacionamentos verdadeiros com os nossos clientes e, assim, prestar serviços e vender produtos de excelência. Quando, desde o ambiente de trabalho, nós nos entendermos como parte de um todo, a primeira coisa que buscaremos diante de um novo cliente é nos conectarmos com ele.

PS.: Quem me disse a frase que motivou esse texto e tanto acrescentou na minha maneira de trabalhar foi o professor Lino Moreira: um grande homem, um grande mestre. Meus sinceros agradecimentos!

Por Marcus Lotfi

Read More

QUEM SOMOS

Medical Site é uma empresa criada com o objetivo de cuidar da imagem de profissionais de saúde e estabelecimentos médicos de todos os portes na web. São profissionais experientes, com mais de 10 anos de contato com a área médico, que pensam e produzem as ferramentas e o conteúdo gerado pela empresa para seus clientes.

0
Conectando
Um momento...
Enviar mensagem

Desculpe, não estamos online no momento. Por favor, deixe sua mensagem.

* Nome
* Email
Telefone
Assunto
* Como podemos ajudar?
Entrar no chat

Temos um especialista online! Envie sua pergunta.

* Nome
* Email
Telefone
* Como podemos ajudar?
Estamos online!
Feedback

Ajude-nos a melhorar! Deixe seu feedback.

Como foi nosso atendimento?