(21) 3079-3997   (21) 96711-4331

FODMAPs podem ser os vilões da sua alimentação

Você já ouviu falar em FODMAPs? FODMAPs, que em português significa Oligosacarídeos, Dissacarídeos, Monosacarídeos e Polióis Fermentáveis, são carboidratos presentes em uma grande variedade de alimentos que fazem parte da nossa rotina alimentar e que não são digeridos pelo organismo humano.

Isso acontece devido a alta osmolaridade desses alimentos ou ainda pelo fato de possuirem substratos que são rapidamente fermentados pelos microorganismos intestinais. A alta osmolaridade atrai água para o intestino delgado e pode desencadear quadros de diarreia, enquanto os substratos rapidamente fermentados por bactérias no intestino grosso podem ocasionar distensão e cólica abdominal e flatulência.

Se você está pensando que a lista de FODMAPs abrange apenas alimentos mirabolantes e que você nunca ouviu falar, você está enganado. Nessa lista, estão alimentos comuns na dieta de todo brasileiro. Veja alguns exemplos:

Alimentos ricos em FODMAP

– Galactanos: feijão, lentilha, soja;

– Lactose: leite de vaca, cabra ou ovelha, sorvete, iogurte, queijo fresco e cremoso;

– Frutose: maçã, pera, pêssego, manga, melancia, nectarina, abacate, mel;

– Polióis: adoçantes contendo isomaltol, manitol, sorbitol, xilitol; frutas de caroço, como damasco, cereja, nectarina, pêssego e ameixa;

– Vegetais: aspargo, alcachofra, cebola, alho, ervilha, beterraba, couve, aipo, milho;

– Cereais e massas: pães, bolos, biscoitos ou cereais contendo trigo e centeio, e cereais com xarope de milho.

Para as pessoas que sofrem da Síndrome do Intestino Irritável (SII) as reações à ingestão desses alimentos podem ser potencializadas e, por isso, geralmente, os FODMAPs são retirados da dieta desses indvíduos.

Para algumas pessoas que têm sofrido com diarreias, cólicas e outros sintomas resultantes da ingestão desses alimentos, a dieta com baixo teor de FODMAPs vem sendo recomendada. No entanto, vale lembrar que o acompanhamento de um especialista é extremamente necessário já que a restrição desses alimentos pode resultar em consumo insuficiente de fibras, carboidratos e cálcio, além de excluir alimentos saudáveis.

Converse com o endocrinologista!

Fonte: Medical Site

QUEM SOMOS

Medical Site é uma empresa criada com o objetivo de cuidar da imagem de profissionais de saúde e estabelecimentos médicos de todos os portes na web. São profissionais experientes, com mais de 10 anos de contato com a área médico, que pensam e produzem as ferramentas e o conteúdo gerado pela empresa para seus clientes.

0
Conectando
Um momento...
Enviar mensagem

Desculpe, não estamos online no momento. Por favor, deixe sua mensagem.

* Nome
* Email
Telefone
Assunto
* Como podemos ajudar?
Entrar no chat

Temos um especialista online! Envie sua pergunta.

* Nome
* Email
Telefone
* Como podemos ajudar?
Estamos online!
Feedback

Ajude-nos a melhorar! Deixe seu feedback.

Como foi nosso atendimento?