(21) 3079-3997   (21) 96711-4331

O que é quimioterapia e radioterapia e quais são as diferenças?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer continua sendo uma das principais causas de morte no mundo. As ocorrências da doença aumentam ano após ano e estão relacionadas a fatores como a poluição, o envelhecimento da população, os hábitos de vida ruins, dentre outros. Mas, apesar de dados tão alarmantes, o câncer, quando é diagnosticado precocemente, tem cura e pode ser tratado de diversas maneiras comprovadamente eficazes.

Ao ramo da ciência médica que lida com tumores e o câncer é dado o nome de Oncologia. E o que ela realmente é? A oncologia é, justamente, a área de análise sobre como a doença se desenvolve no organismo, para indicar o tratamento mais indicado às diferentes categorias de neoplasia (câncer). No Brasil, a oncologia também é chamada de Cancerologia.

No tratamento oncológico, o primeiro objetivo é observar as necessidades de cada paciente e, para tal, há uma série de métodos interventivos. Entre eles, os mais conhecidos são a quimioterapia e a radioterapia.

Estes tratamentos, ainda que possuam a mesma finalidade, são diferentes. A quimioterapia, por exemplo, requer o consumo de medicamentos para combater o crescimento dos tumores e eliminar as células cancerosas, e assim impedir que elas se multipliquem. As medicações podem ser administradas via oral ou por meio de injeções nas veias ou nos músculos (quimioterapia regional por perfusão ou infusão).

Quando a manipulação é feita por via oral, as drogas quimioterápicas entram na corrente sanguínea, atingindo as células cancerígenas que estejam espalhadas pelo corpo. No caso das injeções, a medicação é aplicada diretamente no local onde há células tumorais.

A radioterapia, por sua vez, é caracterizada pela aplicação de raios-X de alta energia ou de outros tipos de radiação para atacar as células cancerosas e sua propagação. São dois os exemplos de radioterapia: a externa e a intralesional. Na externa, a técnica é realizada através de uma máquina situada fora corpo e que envia radiações diretamente ao câncer. Já a intralesional faz o uso de substâncias radioativas contidas em “cápsulas” que, no momento do procedimento, são inseridas dentro ou próximas ao tumor.

O período extensão destes tratamentos pode variar muito. Não há uma obrigação fixa para cada um deles. Embora existam diretrizes que orientem o número e a duração dos ciclos da quimioterapia e da radioterapia, a forma como serão controlados dependerá do estágio e da natureza do câncer do paciente.

Fonte: Medical Site

QUEM SOMOS

Medical Site é uma empresa criada com o objetivo de cuidar da imagem de profissionais de saúde e estabelecimentos médicos de todos os portes na web. São profissionais experientes, com mais de 10 anos de contato com a área médico, que pensam e produzem as ferramentas e o conteúdo gerado pela empresa para seus clientes.

0
Conectando
Um momento...
Enviar mensagem

Desculpe, não estamos online no momento. Por favor, deixe sua mensagem.

* Nome
* Email
Telefone
Assunto
* Como podemos ajudar?
Entrar no chat

Temos um especialista online! Envie sua pergunta.

* Nome
* Email
Telefone
* Como podemos ajudar?
Estamos online!
Feedback

Ajude-nos a melhorar! Deixe seu feedback.

Como foi nosso atendimento?