(21) 3079-3997   (21) 96711-4331

Suplementação de iodo é mesmo necessária?

O estilo de vida saudável está em alta. O acesso à informação é mais fácil e as dicas vindas de páginas na internet e profissionais não-especializados está ao alcance de todos. É preciso estar atento a alguns modismos que podem oferecer graves danos à saúde. Esse é o caso da suplementação de iodo como medida de prevenção contra doenças da tireoide, que pode trazer mais prejuízos do que benefícios.

O iodo é um micronutriente extremamente importante para a produção de hormônios na glândula tireoide. É através da alimentação que vem esse iodo essencial para o funcionamento adequado do nosso organismo. Como a maioria dos alimentos é muito pobre nessa substância, aqui no Brasil, o sal de cozinha é iodado para suprir a nossa necessidade. O Ministério da Saúde é responsável pelo controle desse processo e, segundo a Organização Mudial de Saúde (OMS), a ingestão média recomendável para adolescentes e adultos é de 150 mcg de iodo por dia.

Os indivíduos que realizam as refeições dentro dos padrões brasileiros têm garantida a ingestão diária necessária. Inclusive, no ano de 2013, a quantidade de iodo presente no sal foi revista porque havia consumo excessivo de sal e consequentemente de iodo na população. Sendo assim, não é necessário que o indivíduo brasileiro em perfeitas condições de saúde faça a suplementação de iodo, nem mesmo para fins de prevenção.

Inclusive, para as mulheres grávidas, não existem estudos suficientes que comprovem a necessidade de uma suplementação de iodo pra todas elas. É claro que, para casos de gestantes advindas de regiões onde não há acesso ao sal iodado ou para aquelas que têm uma dieta restrita de sal, a suplementação com o acompanhamento do endocrinologista pode se fazer necessária.

A Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia faz um alerta quanto ao perigo da popularização da ingestão regular de Lugol (solução concentrada de iodo). Uma gota de Lugol tem 42 vezes mais iodo do que a quantidade diária que devemos ingerir. Ou seja, o uso da solução pode trazer sérios problemas para a tireoide que, quando exposta a grandes quantidades de iodo, em indivíduos com autoimune ou doença tireoidiana prévia, pode desenvolver Hipotireoidismo. Hipertireoidismo também pode ocorrer em indivíduos susceptíveis.

Então, fique atento e não faça uso de qualquer substância sem o acompanhamento de um médico endocrinologista de sua confiança. Na intenção de se prevenir de determinadas doenças, você pode causar um mal ainda maior para a sua saúde!

Fonte: Medical Site

QUEM SOMOS

Medical Site é uma empresa criada com o objetivo de cuidar da imagem de profissionais de saúde e estabelecimentos médicos de todos os portes na web. São profissionais experientes, com mais de 10 anos de contato com a área médico, que pensam e produzem as ferramentas e o conteúdo gerado pela empresa para seus clientes.

0
Conectando
Um momento...
Enviar mensagem

Desculpe, não estamos online no momento. Por favor, deixe sua mensagem.

* Nome
* Email
Telefone
Assunto
* Como podemos ajudar?
Entrar no chat

Temos um especialista online! Envie sua pergunta.

* Nome
* Email
Telefone
* Como podemos ajudar?
Estamos online!
Feedback

Ajude-nos a melhorar! Deixe seu feedback.

Como foi nosso atendimento?